7 problemas que a má higiene bucal pode causar

Home » Notícias e Novidades » Novidades » 7 problemas que a má higiene bucal pode causar

má higiene bucal ou a ausência de cuidados bucais podem ser altamente perigosas tanto para a boca quanto para o organismo como um todo.

A limpeza incorreta ajuda a proliferação de bactérias que causam infecções. Estas, se não tratadas por longo tempo, podem contribuir para surgir doenças em outras partes do corpo. Uma grande aglomeração de bactérias pode migrar para outras áreas do organismo, através da corrente sanguínea. Essas bactérias que provocam novas infecções que causam ou complicam doenças já instaladas.

Estudos começam a relacionar algumas doenças às infecções na boca, causadas principalmente pela má higiene bucal. De acordo com uma série de reportagens do Correio Brasiliense Ciência e Saúde, “pesquisas recentes têm encontrado relação do processo inflamatório com numerosas condições, incluindo artrite reumatoide, resistência à insulina, Alzheimer, alguns tipos de câncer, males respiratórios e disfunção erétil”.

A relação de problemas a seguir serve de alerta para a necessidade de uma atenção especial aos cuidados com a higiene bucal.

Doenças bucais comuns

Basicamente, todas as doenças bucais começam pelo descuido com a limpeza da boca e dos elementos dentários. Entretanto, há algumas exceções, em especial as causas genéticas e o uso de alguns medicamentos.

Cárie – esta é a ocorrência mais comum e é causada pelos ácidos produzidos pelas bactérias que vivem na boca, em presença de restos alimentares.

Gengivite – inflamação da gengiva provocada pelo tártaro, ocasionando dores, inchaços e sangramentos.

Periodontite – doença mais grave e dolorosa, que atinge a estrutura do dente. Em casos mais críticos pode provocar até a perda do dente.

Mau hálito – doença mais incômoda do que perigosa, a halitose é causada pela má higiene bucal aliada a diversos outros fatores.

Câncer bucal

Apesar de proveniente de uma divisão descontrolada de células, o câncer bucal pode também estar ligado à má higiene oral. Nesses casos, os tumores se iniciam a partir de lesões, muitas vezes provocadas por próteses mal adaptadas. A partir daí evoluem se beneficiando de um ambiente favorável para infecções. O câncer é uma doença grave e seus sintomas devem ser investigados rapidamente para que a cura seja alcançada.

Endocardite Bacteriana

Quando a população de bactérias que vive na boca aumenta, uma parte cai na circulação sanguínea e pode chegar ao coração. As infecções provocadas por estas bactérias podem atingir os tecidos de revestimento do órgão, as válvulas e as artérias.

Para quem já tem doença no coração, o risco ainda é maior, podendo ser fatal. Por isso, além de manter uma boa higiene bucal, pessoas com esse perfil devem visitar o dentista com maior frequência e solucionar todos os problemas na cavidade oral para evitar a proliferação das bactérias.

Diabetes

Os casos de portadores de diabetes é mais crítico porque configura uma situação de risco nas duas direções. De um lado, quem tem diabetes tem uma maior propensão a ter problemas de saúde bucal. Inflamações nas gengivas, feridas, boca seca e perda óssea nos dentes são relativamente comuns.

Por outro lado, esses males podem agravar a doença, afetando o controle da glicose. Mesmo em pessoas com pré-diabetes, os problemas bucais podem contribuir para a progressão do Tipo 2 da enfermidade. Tendo em vista os potenciais perigos, as medidas de prevenção e cuidados devem ser levados muito a sério.

Pneumonia e Artrite Reumática

Nos casos em que a migração das bactérias chega aos pulmões, acarreta o aparecimento de infecções como a pneumonia. Se o destino são as articulações, pode surgir um quadro de artrite reumática. Como o organismo não espera encontrar esses microrganismos fora de seu habitat natural, então não está preparado para se defender.

Parto Prematuro

Nas gestantes também é maior a ocorrência de doenças periodontais. Esse fato é agravado pelo aparecimento de enjoos e náuseas, que podem dificultar a execução dos processos de higienização bucal. Como consequência, a ação das bactérias pode antecipar o parto, ao estimular as contrações e a dilatação do colo uterino. Além disso, pode reduzir o peso do bebê ao nascer.

Impotência

Quando as bactérias bucais se dirigem para as veias que irrigam o pênis, essas veias sofrem um entupimento pelas placas bacterianas. Por esse motivo, as inflamações nas gengivas estão diretamente ligadas a alguns problemas de ereção.

Como cuidar bem e evitar a má higiene bucal

Uma boa rotina de cuidados é a receita para ter saúde bucal. Os itens principais são a escovação 3 vezes ao dia, incluindo língua, bochechas e gengivas, e o fio dental. Cuidar da alimentação, evitar hábitos nocivos e fugir de altos níveis de estresse também são medidas importantes.

Por último e não menos importante, ir ao dentista com frequência fecha a fórmula para garantir a qualidade de vida, em relação à saúde bucal.

Texto Fonte: Uniodonto

Conheça as melhores opções de Seguro Dental da Floripana e sorria com segurança 😀

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]