Como evitar a falência em momentos de crise?

falênciaQuem começa um negócio tem consciência que passará por diversos desafios na gestão empresarial, e saber como fugir da crise financeira ao longo dos anos é essencial para evitar a falência.

Um estudo recente do IBGE, Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, mostrou que o Brasil fechou mais empresas do que abriu nos últimos 4 anos.

Um dos principais motivos para isso ocorrer é a má gestão empresarial e a ineficiência em relação a saúde financeira. Afinal, a adoção de boas práticas pode diminuir os riscos diante de uma crise econômica.

O mundo está vivendo uma instabilidade econômica por causa da pandemia do coronavírus e em função disso, muitas empresas já vêm adotando medidas para ter como fugir da crise financeira.

Algumas alternativas para sua empresa evitar a falência nos momentos de crise, que vão além do corte de pessoal e de despesas.

  • Revisão dos produtos e serviços oferecidos
  • Exploração de novas possibilidades de mercado;
  • Renegociação de dívidas;
  • Corte de custos operacionais;
  • Implementação de um planejamento empresarial emergencial;
  • Fortalecimento da relação com os clientes.

Neste artigo, trouxemos algumas dicas de como fazer da gestão empresarial sua arma para fugir da crise.

Fonte: Jornal Contábil

O que é falência?

Uma má gestão empresarial pode até resistir a momentos em que a economia do país caminha a passos largos. Entretanto, em situações de crise, como a que temos visto no mundo, em função do coronavírus, esse pode ser o estopim para a falência.

Podemos explicar a falência como uma realidade onde a empresa não consegue mais arcar com as suas dívidas. Essa situação jurídica ocorre por parte dos credores ou sócios da organização.

Quando a empresa vai à falência, os bens são utilizados para sanar suas dívidas. No Brasil, essa situação é amparada pela Lei nº 11.101 de 9 de fevereiro de 2005,  chamada de “Lei de Falências”.

 

Dicas para evitar a falência

Uma pesquisa recente do Sebrae mostrou que uma (1) a cada quatro (4) empresas não conseguem evitar a falência e duram apenas 2 anos em média.

Quando um gestor pensa em medidas para fugir da crise financeira, em momentos delicados da economia, a primeira coisa que vem à cabeça é a demissão de funcionários.  Porém, outras medidas podem ser adotadas dentro da gestão empresarial para evitar a falência.

 

Revisão dos produtos e serviços oferecidos

Os produtos e serviços são os que movem sua empresa para o sucesso ou fracasso.

Se você consegue atrair e conquistar o consumidor, a tendência é que as vendas se mantenham em alta. Por outro lado, se a gestão empresarial dos serviços e produtos não é bem feita, a sua empresa pode ir de mau a pior, sendo impossível evitar a falência.

Para ter como fugir da crise financeira é essencial que a sua empresa esteja o tempo todo avaliando os resultados de vendas e fazendo uma revisão de produtos e serviços.

Nos momentos de crise, é importante avaliar o que vende e o que não vende e até mesmo fazer cortes se for necessário. A criatividade pode ser um apoio e nada impede também de você inserir novos produtos, que alcancem as necessidades do seu público-alvo.

Dentro dessa revisão, tendo como meta de apostar em ações para saber como fugir da crise financeira, fazer promoções pode ser uma alternativa. Isso pode atrair novos públicos e até elevar as vendas, principalmente em produtos que estão parados.

 

Novas possibilidades de mercado

Independentemente de uma crise econômica, o mercado ainda oferece novas possibilidades diárias e cabe a equipe de gestão empresarial saber como aproveitá-las. Por exemplo, temos visto na atual crise o serviço de delivery sendo aproveitado como nunca.

Muitos restaurantes fecharam suas portas, mas souberam explorar uma nova possibilidade de mercado para não decair tanto nas vendas, alguns até podem faturar mais.

Outro proveito dentro desse cenário é que muitos cortaram o valor do frete, estimulando as compras. Esses são alguns dos exemplos de como fugir da crise financeira, evitando a falência, e mantendo o negócio funcionando por meio de novos caminhos e possibilidades.

 

Renegociação de dívidas

As dívidas, em uma empresa que vai mau das pernas, podem se tornar uma bola de neve se não houver uma medida imediata. Protelar uma decisão pode tornar o caso irreversível. Para evitar a falência, a renegociação de dívidas é uma boa alternativa.

Já falamos sobre a importância da renegociação de dívidas no artigo: “Renegociação de dívidas: o que é e como escolher a melhor opção?

Muitas empresas pegam empréstimos com diversos bancos e sobrecarregam sua saúde financeira. Em tempos de crise a melhor coisa a se fazer é renegociar o saldo devedor com seus credores, para ter novos prazos para pagamento e uma nova taxa de juros.

Essa é uma demonstração de que sua empresa está buscando uma gestão empresarial mais responsável e buscando alternativas sobre como fugir da crise financeira. É fundamental em meio a crise tentar colocar tudo em ordem e não acumular mais dívidas.

Uma opção arriscada, mas que serve para muitas empresas, é pegar apenas um empréstimo para quitar todas as outras pendências financeiras e ficar com apenas uma dívida em aberto.

Todavia, esse planejamento precisa ser extremamente minucioso e sem erros.

 

Corte de custos operacionais 

O primeiro passo para ter como fugir da crise financeira é cortando custos.  Ou seja, enxugar custos operacionais não só faz parte de uma gestão empresarial numa crise, mas de uma rotina de empresas que querem manter sua saúde financeira.

Evitar a falência também passa por medidas em que a empresa investe o dinheiro com segurança, sem fazer dívidas que não conseguirá pagar. Quando se fala de enxugar custos, podemos tratar desde uma redução de salários a uma economia da conta de luz, internet ou telefone.

O segredo é perceber os gargalos e os gastos desnecessários e que podem ser cortados para evitar a falência nos momentos de crise. Uma vez que enxugando os custos é possível aumentar a receita e os lucros e diminuir os valores de serviços e produtos.

Dessa forma, é fundamental reavaliar constantemente o fluxo de caixa, levando em conta o que entra e o que sai da empresa, para assim ter uma visão macro do que pode ser cortado em momentos de crise.

 

Implementação de um planejamento empresarial emergencial

Antecipar os problemas faz parte de uma gestão empresarial de sucesso e pode evitar a falência. Quando falamos sobre como fugir da crise financeira é determinante que a empresa tenha em mãos um planejamento empresarial emergencial.

É claro, que neste sentido, tudo deve ser previamente planejado. A crise, em si, é um destino comum para qualquer empresa, principalmente quando a economia do país está em baixa. No entanto, cabe a própria organização determinar como lidar com essa crise.

Nesse modelo de planejamento, os gestores preveem cenários distintos e possíveis problemas que a empresa pode ter ao longo do tempo. Colocando na mesa medidas que possam evitar essas situações e até mesmo saná-las quando elas aparecerem.

Portanto, traçar e implementar um planejamento empresarial emergencial é determinante para que a empresa consiga lidar com a crise, sofrendo o mínimo possível e evitando uma realidade de falência.

 

Fortalecimento da relação com os clientes

O fortalecimento da marca no mercado depende da boa relação com o cliente. Aliás, esse é um dos pontos mais importantes para que a empresa se mantenha bem por anos, até mesmo em tempos de crise.

Pois, clientes que sentem uma empatia e tem uma boa relação com a empresa acabam virando consumidores assíduos e não deixam a marca mesmo na crise.

Temos visto com a pandemia do coronavírus muitos restaurantes oferecendo promoções aos seus clientes, entrega grátis e uma experiência, se não igual, muito parecida com a que eles têm dentro do próprio restaurante.

Assim, elas buscam manter a fidelidade dos seus clientes, mesmo em tempo de crise, e conseguem fortalecer sua imagem. Em momentos de crise financeira, podemos considerar nesse fortalecimento da marca, ações como:

  • e-mails com promoções;
  • entregas grátis;
  • delivery de produtos;
  • conteúdos informativos pelas redes sociais;
  • pesquisa de satisfação;
  • e-mails e mensagens de agradecimento pela compra.

 

Faça uma avaliação assertiva da crise

A crise é um cenário igual para todas as empresas em algum momento.

Umas sofrem mais, as que não possuem uma gestão empresarial determinada, e outras sofrem menos, pois possuem um plano emergencial bem elaborado que oferece ferramentas sobre como fugir da crise financeira.

Quando a crise aparece é normal que muitas organizações acreditem que existe apenas um caminho, as demissões. Porém, como pudemos ver neste artigo, é possível evitar a falência adotando outros tipos de medidas que vão além do corte de pessoal ou despesas.

Tudo depende e muito de uma gestão empresarial responsável e que tenha como meta manter a saúde financeira em dia. Para isso é necessário antecipar cenários adversos e ter na manga possíveis soluções para enfrentar a crise.

Não só isso, é necessário também, desde já, adotar boas práticas de gestão financeira que mantenha a empresa em dia com suas contas.

Isso passa desde a uma reavaliação de produtos a uma exploração de novas possibilidades de mercado e um fortalecimento do relacionamento com o cliente.

Crises vão aparecer, cabe então a empresa ter ferramentas para enfrentá-las para evitar a falência.

Solicite agora mesmo uma cotação para Seguro Empresarial e veja quais coberturas são mais adequadas para sua empresa!

Solicitar Cotação

Post by floripana