O que é Seguro de Vida? – Parte III: Os Mitos

19 de maio de 2020

Temporário

Seguro de Vida

0

Pronto! Agora você conhece um pouco mais sobre Seguro de Vida, mas ainda existem informações que podem não ser bem conhecidas ou verdadeiras. Veja a seguir os principais mitos:
Caso tenha perdido: O que é Seguro de Vida? – Parte I

Seguro de Vida é só para morte 

Ao contrário do que muitos pensam, o Seguro de Vida pode ser utilizado ainda em vida também! Atualmente, muitos planos oferecem coberturas que possibilitam o segurado de ser indenizado ainda em vida.

Alguns exemplos:

  • Doenças graves;
  • Diária de incapacidade temporária;
  • Perda de renda por incapacidade física;
  • Desemprego involuntário;
  • Invalidez por doença;
  • Invalidez por acidente;
  • E outras.

Seguros que oferecem cobertura para doenças graves, por exemplo, garantem uma indenização caso o segurado seja diagnosticado com uma das doenças previstas – câncer, infarto agudo do miocárdio, AVC, insuficiência renal terminal e transplante de órgãos. Neste caso, o dinheiro poderá ser utilizado como quiser, seja para receber o tratamento adequado, mesmo que seja em outro local (cidade, estado ou país), ou para que tenha mais conforto.

Leia também: Coronavírus: o Seguro de Vida cobre?

Seguro de Vida é caro

Esse é um dos maiores mitos sobre Seguro de Vida. É gerado pela falta de conhecimento que leva diversas pessoas a acreditarem que um Seguro de Vida é caro.

Mas a verdade é que existem diversos planos e coberturas que podem se adaptar ao seu bolso, de acordo com sua realidade e das suas necessidades a serem protegidas.

Garantir a estabilidade financeira da sua vida e da sua família, é bem mais acessível do que se pode imaginar. Claro, o custo pode mudar dependendo da idade e valor da cobertura que seja boa para toda família.

Só o Seguro de Vida oferecido por sua empresa é o suficiente

Outro mito que devemos mencionar. Pessoas que tem esse benefício da empresa, podem até pensar que isso já é o suficiente para ter sua vida protegida.

Nossa dica é que você verifique o valor da indenização desse plano, converse com sua família e se pergunte: Esse valor cobre a minha real necessidade? Qualquer decisão precipitada pode ser arriscado para você e sua família.

Vale ressaltar que caso você mude de emprego, muito provável perderá este plano, portanto o ideal é contratar o plano de Seguro de Vida personalizado para você.

Solteiros ou sem filhos não precisam de Seguro de Vida

Quando se é jovem, não se tem muita preocupação com o futuro, está sempre em busca de realizar os sonhos e conseguir a independência financeira, não é mesmo? Mas, e se você sofrer um acidente ou receber um diagnóstico de doença? Você conseguirá manter o padrão de vida?

Tenha em mente que você depende de você mesmo, portanto se algo lhe acontecer, o Seguro de Vida poderá manter todos os recursos que hoje garante a sua independência.

Quem tem patrimônio não precisa de Seguro de Vida

Vamos supor que você seja proprietário de um imóvel e venha a falecer, seus herdeiros terão que arcar com algumas despesas enquanto esperam a liberação do inventário. Por exemplo, eles terão que contratar um advogado e pagar o imposto de transferência do imóvel.

Caso você já tenha um Seguro de Vida, os recursos serão liberados aos seus beneficiários para que possam cobrir estes custos e sem comprometer o patrimônio da família.

Você também pode se interessar: O que é Seguro de Vida? – Parte II: As Vantagens
Em uma situação delicada e de instabilidade, um seguro de vida pode fazer toda a diferença. Garantir a proteção é cada vez mais necessário no cenário atual.

Faça AGORA a cotação do seu Seguro de Vida e garanta a sua tranquilidade e a de quem você ama!